1591
0
COMPARTILHAR
Inicio Do Porto Verónica Orva...

Verónica Orvalho, 34 anos

Verónica Orvalho, 34 anos

0
1591

VERÓNICA Costa Orvalho tem um verdadeiro percurso internacional. Nasceu na Argentina, é filha de pai português, daí a nacionalidade portuguesa, e foi na Universidade de Belgrano, em Buenos Aires, que concluiu a Licenciatura. O Mestrado fez em Espanha, na Universitat Pompeu Fabra, em Barcelona, e o Doutoramento (em Ciências da Computação) na Universidade da Catalunha. Actualmente docente do Departamento de Ciência de Computadores da Faculdade de Ciências da U.Porto, Verónica criou um projecto para cinema de animação que lhe valeu a Menção Honrosa do “Prémio Cientifico IBM” deste ano.

Com mais de sete anos de experiência na indústria da computação gráfica Verónica Costa Orvalho desenvolveu um percurso de bifurcação entre a programação e o lado mais artístico. Esta rara capacidade de combinar o lado técnico com o artístico levou-a a fazer pesquisa e a desenvolver tecnologia de ponta para a indústria do entretenimento. Fez o doutoramento em “facial ridding”, um sistema que tem por objectivo tornar a expressão facial, no cinema de animação, mais realista, e deu a este projecto a potencialidade empreendedora necessária para o transformar numa empresa que trabalha para a indústria do entretenimento. Está a criar no Porto o Media Lab, especializado em emoções faciais. Colabora, entre outros, com a Microsoft, a Blur Studios, Intel e a Universidade de Austin para o desenvolvimento de novos projectos de animação facial com o objectivo de criar uma animação em tempo real e com qualidade  cinematográfica.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Que o acrónimo seja UP, um dos melhores filmes de animação jamais feitos

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

Burocracia, que retira tempo à investigação.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Incentivar e flexibilizar a colaboração docente entre as distintas faculdades: afinal somos todos da mesma Universidade!

– Como prefere passar os tempos livres?

Junto aos meus dois amores, num lugar relaxado, ao ar livre, preparando o meu prato favorito e com um copo de Esporão Reserva na mão.

– Um livro preferido?

Watchmen, de Alan Moore.

– Um disco preferido?

Oktubre, de Patricio Rey y Sus Redonditos de Ricota.

– Um prato preferido?

“Asado” Argentino.

– Um filme preferido?

The Incredibles, da Pixar (Brad Bird).

Publicado in http://noticias.up.pt/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here